Vista parcial da minha cidade natal: Amparo, Estado de São Paulo, Brasil.


Seja bem-vindo(a) incansável seguidor(a) e amigo(a)!

Salve incansável e fiel seguidor(a)

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Aldeia de Shirakawa!

A Aldeia de Shirakawa-go, na província de Gifu, Japão, foi construída há mais de 400 anos como refúgio dos antigos japoneses que quiseram fugir da exploração dos senhores feudais. 
Situada no interior do país, numa região escondida entre as montanhas, de difícil acesso e desconhecida dos demais, a vila de Shirakawa-go foi construída com os materiais disponíveis no local: madeira para a estrutura dos casarões com vários andares e uma espécie de capim abundante na região para a cobertura. 
Inserida no rol dos Patrimônios Culturais da Humanidade, ainda hoje mantém os padrões originais. O seu teto demanda uma troca das palhas a cada vinte anos, o que é feita pelo sistema de mutirão, toda a comunidade envolvendo-se na obra. 
Dentro das edificações, o andar térreo é destinado ao patriarca da família e local comum de refeições feitos nos fogareiros que ficam eternamente acesos, gerando calor e a fumaça que sobe pelo interior, "impermeabilizando" e protegendo o teto contra a chuva e as traças. 
Cada andar superior é destinado aos filhos, sendo os mais baixos para os filhos mais velhos e sua proles. 
Em Shirakawa é terminantemente proibido os fogos de artifícios, tão do agrado dos japoneses, para evitar incêndios. Balões, nem pensar! 
Vêem-se hidrantes e "sprinkers" por todos os lados, que entram automaticamente em ação ao menor sinal de incêndio. 
É uma região de inverno rigoroso onde chega a acumular até três metros de neve, quando então a entrada e saída é feita pelo segundo andar. Alimentos e combustíveis são armazenados para enfrentar o longo inverno quando frequentemente o acesso a outras localidades fica dificultado. 
Conheçam-na: