Vista parcial da minha cidade natal: Amparo, Estado de São Paulo, Brasil.


Seja bem-vindo(a) incansável seguidor(a) e amigo(a)!

Salve incansável e fiel seguidor(a)

sábado, 21 de março de 2015

Curiosidades #1!



Origem da Palavra Lenda!

LENDA:

A palavra lenda provém do baixo latim legenda, que significa “o que deve ser lido”.

No princípio, as lendas constituíam uma compilação da vida dos santos, dos mártires (Voragine); eram lidas nos refeitórios dos conventos. 

Com o tempo ingressaram na vida profana; essas narrações populares, baseadas em fatos históricos precisos, não tardaram a evoluir e embelezar-se. 

Atualmente, a lenda, transformada pela tradição, é o produto inconsciente da imaginação popular. 

Desta forma o herói sujeito a dados históricos, reflete os anseios de um grupo ou de um povo; sua conduta depõe a favor de uma ação ou de uma idéia cujo objetivo é arrastar outros indivíduos para o mesmo caminho.

Bibliografia: Livro "História das Lendas" de Jean-Pierre Bayard - Editora Ridendo Castigat Mores (www.jahr.org)


As Misteriosas Caveiras de Cristal!

Uma lenda sobre caveiras de cristal toma conta do imaginário de algumas pessoas. 

A lenda dá conta de misteriosos crânios que inspiraram o filme de Indiana Jones.

Estas caveiras estão entre as maiores fraudes arqueológicas modernas. 

As peças foram vendidas como relíquias maias ou astecas no século XIX.

Segundo a história, o Museu Nacional de História Americana recebeu um pacote acompanhado de uma carta que dizia: “Esta caveira de cristalasteca, que se acredita ser parte da coleção de Porfírio Díaz, foi comprada no México em 1960”.

Dentro do pacote havia uma estranha caveira feita de um cristal branco-leitoso. 

Com o passar do tempo, várias caveiras apareceram pelo mundo.

O exemplar mais antigo é a do Museu Britânico, de cerca de 2,5 cm de altura, adquirida provavelmente em 1856 pelo banqueiro inglês Henry Christy.

Foi o mineralogista William Foshag, da equipe do Smithsonian, quem descobriu nos anos 50 que a maioria dessas caveiras fora esculpida com um esmeril moderno, expondo as peças como fraudes arqueológicas.

Gerações de curadores de museus e colecionadores particulares foram enganadas por esses objetos.

No final das contas, percebeu-se que um homem chamado Boban seguramente vendeu a museus e colecionadores algumas das mais intrigantes falsificações conhecidas.



ACREDITE ...., SE QUISER...................!!!!